Paróquia São José do Povo – Vila São José do Povo

Criada no dia: 17/03/1990, pelo Bispo Dom Osório Wilibaldo Stoffel

PARÓQUIA SÃO JOSÉ DO POVO
CNPJ: 03.843.307/0015-48

Rua Pe. Miguel Ortiz, s/n CEP: 78.773-000 – São José do Povo-MT

Padroeiro: São José do Povo
Festa do padroeiro: 19/3

DADOS DO PÁROCO

Pe. Arthur Moreira Brito

Data de Nascimento: 21/10/1992

Naturalidade: Rondonópolis – MT

Ordenação Presbiteral: 27/10/2017

CONTATOS

Secretária e Financeiro: Cíntia Raquel da Silva Alves

Telefone: (66) 9 9672-1649

E-mal : paroquia_sjp@hotmail.com

                                                                                                                              

HORÁRIOS DE MISSAS NA MATRIZ

Aos domingos: às 19:00 horas
 sextas – feiras às 06:30

QUANTIDADES DE COMUNIDADES

 Localidade Comunidade/Padroeiro (a)
01-Assentamento Sandrini Bom Jesus
02-Nova Catanduva Nossa Senhora Aparecida
03-Assentamento Oziel- Primavera Nossa Senhora das Dores
04- Cascata – Linha 4 Nossa Senhora das Graças
05-Cascata-Bonança- Linha 1 Sagrado Coração de Jesus
06-Cascata- Linha 3 Santa Lucia
07-Assentamento Águas da Serra Santa Luzia
08-Assentamento Padre Josimo Santa Teresinha
09-Reta Mineira Santo Antonio
10-Alto Bandeirantes Santos Reis
11-Assentamento Rose Beltran São Francisco
12-Assentamento Márcio Pereira São João Batista
13-Assentamento João Pessoa São João Evangelista
14-Cascata-Linha 2 São José da Lagoa
15-Trevo Galiléia São José do Trevo
16- Assentamento 2 Irmãos Nossa Senhora Aparecida
17-Renascer –Banco da Terra São Mateus e Santa Rita

HISTÓRICO

O povoamento de São José do Povo foi iniciado no final da década de 1950 quando numerosas famílias de sitiantes, fazendeiros e meeiros vieram para a região em busca de terras férteis e preços acessíveis. Naquela época, havia sido criada a colônia de Vila Paulista com a doação de terrenos pelo Governo de Mato Grosso, o que atraiu muitas pessoas para a região. De modo particular, a  origem de São José do Povo se associa a história de Rondonópolis e à presença do Sr.  José Salmen Hanze que promoveu um projeto de colonização a partir da venda de terras de modo parcelado e com possibilidades de pagamento em produtos, o que facilitou a aquisição por parte de pessoas que sonhavam com a posse da terra, mas não dispunham de capital. No entanto, esse processo aconteceu sem uma infra-estrutura adequada, inclusive na área que deveria ser utilizada para a formação do povoado.

Por outro lado, os migrantes que vieram para a região, muitos dos quais de pequenas cidades de Minas Gerais, trouxeram a experiência de trabalhar em pequenas propriedades e traços de uma cultura provincial que prevalece até hoje. No inicio da década de 60, já se observava na localidade de São Jose do Povo rebanhos de bode e trilhas que formavam ruas. O meio de transporte usado na época era o de tração animal. Havia duas “vendas” com estrutura de pau –a- pique e adobe, nas quais eram vendidos  gêneros de primeira necessidade. Aos poucos foram sendo instalados novos postos comerciais e adquiridos meios de transporte motorizados particulares, representados por Kombi e caminhonetes que conduziam as pessoas a Rondonópolis, centro comercial mais próximo. Nesse período foi construído o prédio educacional que servia também de local para as celebrações das missas pelo Padre Miguel Ortiz.

A denominação de São José do Povo é uma homenagem ao padroeiro do lugar e ao povo da localidade que com seus poucos recursos a organizou e criou condições sociais e econômicas para a sobrevivência da população local.

Em 1967 foi celebrada a primeira missa pelo Pe. Miguel Angel Rodas Ortiz, pároco da Paróquia Bom Pastor  e durante muitos anos a localidade de São José do Povo e comunidades vizinhas pertenceu a Paróquia Bom Pastor de Rondonópolis, com exceção do setor Cascata que por um período pertenceu à Paróquia Santa Cruz de Rondonópolis. A comunidade de Nova Catanduva pertencia à Paróquia São Pedro Apóstolo de Pedra Preta. Nesse período que esteve vinculada a Paróquia Bom Pastor, a Paróquia de São José do Povo foi atendida principalmente pelo Pe. Miguel Ortiz. São José do Povo contou com a presença de muitas religiosas. No início da década de 1970, segundo Pe. Miguel,  “A Irmã Iraci (Maria  Eugênia), da Franciscanas da Ação Pastoral, mesmo morando com suas co-irmãs na Vila Aurora, continuava ajudando com outras colegas à Paróquia na zona rural, inclusive, morando por uns tempos em São José do Povo.”

Em 1984 as Filhas da Caridade de São Vicente de Paula moraram e se dedicaram à animação da comunidade. Outra atividade desenvolvida na região foi a Pastoral da Criança coordenada pela Irmã Luiza, da Congregação das  Filhas de Maria Auxiliadora, da Paróquia Bom Pastor.

Com o aumento de fiéis e a organização de pastorais, grupos, serviços e movimentos, o Bispo Dom Osório W. Stoffel decretou a criação do Curato de São José do Povo,  no dia 17 de março do ano de 1990, como forma de melhor atender às necessidades pastorais da Comunidade Cristã Católica que vivia em São José do Povo e nas regiões  vizinhas.

O primeiro Administrador do Curato foi o Pe. Miguel Patzyk. Devido à transferência do padre Miguel, assumiu a Administração do Curato, em seis de fevereiro de 1995,  o Pe. Eriovaldo Couto de Queiroz, que permaneceu por apenas um ano sendo substituído pelo Pe. Ilson Lopes de Assunção.

Em sete de novembro de 1996 o Pe. Antonino Cândido da Paixão, foi nomeado como Administrador da Paróquia. Devido à sua candidatura a prefeito de São José do Povo, em 08 de setembro de 2000, Dom Juventino Kestering, Bispo Diocesano de Rondonópolis, nomeou  o Pe. Ademir Mantovani como pároco.

A concentração de assentados e acampados na região de São José do Povo  motivou as Irmãs Catequistas Franciscanas, que já estavam desenvolvendo um trabalho junto aos “sem terra” da região sul de Mato Grosso, a darem início a um trabalho mais localizado. Assim no dia 03 de março de 2002 as Irmãs Julieta Hoepers, Therezina Franzói e Sandra Regina Duarte com um grupo de formandas foram acolhidas pela comunidade. Foram muitas caminhadas, idas e vindas aos assentamentos, presença junto aos acampados, apoio nas lutas e nos conflitos, como irmãs do povo, e assim estas contribuíram com a organização das comunidades nascentes. O Projeto Assentamento foi uma iniciativa da Província Santa Teresa do Menino Jesus, das Irmãs Catequistas Franciscanas, em parceria com a Diocese de Rondonópolis e teve seu início em janeiro de 2000 com o Projeto “Férias Diferentes” , projeto este que teve a participação de irmãs, postulantes, noviças e seminaristas. O acento forte foi o fortalecimento das comunidades e  o cultivo de lideranças. Fruto dessa presença, a Igreja de Rondonópolis conta hoje com o Projeto “Dando as Mãos” “que nasceu  em São José do Povo em 2005, com o objetivo de organizar empreendedores do município a partir dos princípios da economia solidária.” (Primeiro Boletim do “Dando as mãos”)

No entanto, por motivos pessoais, no ano de 2005, o Pe. Ademir pediu seu afastamento, ficando a Irmã Zenilda Novais Rocha responsável por esta comunidade, conforme documento de 26 de fevereiro de 2006. No dia 14 de fevereiro de 2007, o Bispo Dom Juventino Kestering, nomeou o Pe. Nazaré Cândido Paniago como Pároco da Paróquia de São José do Povo.

No ano de 2010 as Irmãs Catequistas Franciscanas saíram de São José do Povo, porém continuam levando adiante o objetivo assumido desde o início, com os assentados da região. O projeto “Dando as mãos”  extrapolou os limites do município e atualmente conta com projetos em 12 assentamentos e sete municípios da região sul de Mato Grosso.

Com  sede localizada a 48 km da cidade de Rondonópolis, a Paróquia São José do Povo tem característica de realidade rural. As comunidades são constituídas de pequenos agricultores, proprietários de sítios tradicionais e de assentados a partir de 1997. A demanda dos “sem terra” nesta realidade, reuniu inúmeros acampados cheios de esperança pela conquista do seu pedaço de chão. A Paróquia se estende por todo o Município de São José do Povo e conta com  comunidades  localizadas no Município de Rondonópolis e uma no município de Guiratinga.

Um dos desafios enfrentados consiste no fato de que nas comunidades há forte influência de igrejas evangélicas, de tendência pentecostal. Na sede são onze as denominações religiosas: Só o Senhor é Deus, Só Deus é o Senhor, Congregação Cristã no Brasil, Assembleia de Deus, Igreja Batista, Ministério Deus Israel, Deus é Amor, Adventista do 7º Dia, Tabernáculo da Fé, Evangelho Quadrangular.

A Paróquia São José do Povo tem seus limites geográficos com as paróquias São Pedro Apóstolo, em Pedra Preta; Nossa Senhora Aparecida, em  Rondonópolis; São José Operário, em  Rondonópolis; São João, em Poxoréo e São João Batista, no município de  Guiratinga e  atende dezessete comunidades urbanas e rurais: Assentamento Sandrini, Nova Catanduva, Assentamento Oziel- Primavera, Escola Padre Dionísio, Bonança, Cascata, Assentamento Águas da Serra, Assentamento Padre Josimo, Reta Mineira, Alto Bandeirantes, Assentamento Rose Beltran, Assentamento Márcio Pereira, Assentamento João Pessoa, Cascata-Linha 2, Trevo  Galileia, Serrinha e Renascer –Banco da Terra.

No dia 23 de dezembro de 2006 Pe. Nazaré Candido Paniago foi ordenado presbítero em Itiquira, MT e iniciando como pároco no dia 04 de fevereiro de 2007.

Desde então o pároco viu as necessidades da Paróquia e iniciou a organização das comunidades, a formação das lideranças, a presença e apoio nos assentamentos. Com esforço e ajuda externa conseguiu melhorar a Igreja, bem como o espaço social para festividades, salas para catequese, reuniões e formação.

 Em julho de 2006, após a ordenação diaconal em Jaciara, comecei a participar da vida desta paroquia, nos finais de semana. Ao chegar na paróquia, sob a coordenação da Ir. Zenilda, estavam trabalhando o Projeto das Santas Missões Populares nas comunidades.

Em alguns finais de semana estavam presentes os padres da paróquia Nossa Senhora Aparecida, nas pessoas de Pe. Geovane Melo, Pe. Juarez Dorneles e Pe. José Eder Lima. Em 11 de novembro de2006 foi inaugurada a Capela Santos Reis. Ao chegar nesta paroquia me deparei com as irmãs que faziam um trabalho social com os pequenos agricultores. Destaco a Ir. Zenilda Novaes, em especial, que administrava esta paróquia. No dia 23 de dezembro de 2006 fui ordenado presbítero na paróquia de Nossa Senhora do Carmo e teve a presença de muitas pessoas desta paroquia de São José do Povo.

Em 04 de fevereiro de 2007 assumi como pároco. Aos 19 de fevereiro de 2007 realizou-se Assembleia Paroquial. No dia 19 de março de 2007 foi realizada procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José. Em abril de 2007 foi construída a primeira parte do salão comunitário na Capela Santos Reis. Já em agosto de 2007 foi realizada a reforma da a Igreja Matriz e refeito parte do piso do salão paroquial. Em 19 de agosto de 2007 a Ir. Zenilda mudou-se para Rondonópolis, para casa dos pais, onde ela os ajudariam no cuidado a saúde deles.

No ano de 2008 no segundo sábado de fevereiro de 2008 foi realizada a Assembleia Paroquial. Em 21 de fevereiro de 2008, após a missa da comunidade São João Evangelista, com as lideranças reunidas decidiu-se iniciar trabalhos de arrecadação para uma Capela de 10m por 7metros. E no dia do padroeiro a Procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José. Em abril de 2008 iniciou-se a construção de um jardim e calçadas na frente da Igreja Matriz. Em maio de 2008 a paróquia comprou das  Irmãs franciscanas a parcela que elas tinham na camionete L200 que era usada tanto pelo padre como pelas irmãs, porém dificultou porque os horários do padre não coincidiam com o horário das irmãs. O acerto foi dialogado entre Pe. Nazaré, Dom Juventino, Ir. Elizabete e Ir. Irma. Em outubro de 2008 realizamos a Festa de Santa Terezinha com o objetivo de arrecadar recursos para construção da Capela na comunidade. Em dezembro de 2008 foram plantadas árvores em todo o terreno da paroquia, fazendo assim, o nosso bosque.

No ano de 2009 no primeiro sábado realizou-se a Assembleia Paroquial. Em fevereiro de 2009 iniciou-se na Paróquia o curso bíblico do CEBI. Em março de 2009 iniciou a primeira turma de Teologia para Leigos da paróquia, com a participação de três leigos, Etelvina, Fábio e Aurelindo, onde os cursistas se dirigiam até Rondonópolis, sendo que desta turma, somente a Etelvina concluiu, e os demais por motivo de trabalho tiveram que deixar. Em março de 2009 iniciou-se a construção da capela Santa Terezinha. Procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José. Em maio de 2009 foi construída a segunda parte do salão comunitário da Comunidade Santos Reis.

No ano de 2010 segundo sábado de fevereiro de 2010 realizou-se a Assembleia Paroquial. Em março de 2010 iniciou a segunda turma de Teologia para Leigos de nossa paróquia, com a participação de três leigos, Getúlio e Iracema, onde os cursistas se dirigiam até Roo. Nenhum concluiu, pois a Iracema sofreu AVC e o Getúlio assumiu a direção de uma escola no município de São José do Povo. Procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José.

Em abril de 2010 as Irmãs Terezinha e Maria “índia” que residiam em São José foram transferidas e também foi encerrada a residência das irmãs em São José do Povo. Assim, inicie a residência na casa onde estava emprestada para as irmãs desenvolverem sua missão. Em 22 de maio de 2010 celebrou-se o Crisma na paróquia. Em 13 de junho de 2010 também celebrou-se Crisma em nossa paróquia. Em outubro de 2010, aproveitando a Festa de São Francisco, iniciou-se o projeto de construção da Capela da comunidade. Em outubro de 2010 foi inaugurado a Capela Santa Terezinha aproveitando assim a festa da padroeira. Em outubro reformou-se a ”casinha” onde eu morava e lá ficou sendo somente secretaria paroquial.

Em 2011 no segundo sábado de fevereiro de 2011 realizou-se a Assembleia Paroquial. Em março reiniciaram-se os trabalhos de Santas Missões populares valorizando a comunidade. Procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José. Em 01 de maio de 2011 realizou-se a celebração do Crisma. Em setembro de 2011 iniciou-se a construção da Capela S. Francisco. No dia de Cristo Rei celebramos a instituição de 13 novos Ministros da Eucaristia. Em 15 de novembro de 2011 foi enviado um projeto para a ADVENIT pedindo ajuda na construção de um novo salão paroquial.

 No ano de 2012 no segundo sábado de fevereiro de 2012 realizou-se Assembleia Paroquial. Procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José. Em 22 de abril de 2012 foi a inauguração da Capela S.J. Evangelista. Em 15 de junho de 2012 recebemos a carta de aprovação do projeto para ADVENIT, para construção do salão paroquial. Em 20 de junho de 2012 a paroquia vendeu a camionete L200. Em 26 de junho a paroquia adquiriu um novo veículo, sendo um FIAT Strada. No dia 05 de julho retirei na concessionária o novo veículo. Em julho de 2012 iniciou-se a construção da capela Santa Rita. Em 24 de agosto de 2012 foi enviada uma carta de agradecimento a ADVENIT. Em 06 de outubro de 2012 realizou-se a inauguração da Capela são Francisco. Em novembro de 2012 iniciou-se a construção do novo salão paroquial.

No ano de 2013 em 23 de janeiro de 2013 realizou-se a celebração do Crisma. Segundo sábado de fevereiro de 2013 realizou-se Assembleia Paroquial. Em 10 de março de 2013 realizou-se as celebração do Crisma com a presença do bispo dom Juventino Kestering. Procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José. Em 18 de março de 2013 os trabalhos do projeto enviado a ADVENIT estavam concluídos e assim mandou-se as prestações de conta.  Na festa de Cristo Rei nossos irmãos ministros renovaram seu compromisso de serviço pela comunidade.

Em 2014 no segundo sábado de fevereiro de 2014 realizou-se s Assembleia Paroquial. Em fevereiro de 2014 iniciou-se a construção dos novos banheiros no recinto do Salão Paroquial e também o muro que dá limite ao espaço da festa paroquial. Inicio neste mês de março de 2014 a terceira turma de Teologia para Leigos com a participação de 11 pessoas. No dia 16 de março de 2014 aconteceu a celebração do Crisma em São José do Povo. Procissão e missa, 19 de março, em honra ao padroeiro São José. Em abril de 2014 iniciou-se a construção da Capela N. S. da Salete. Em 22 de maio de 2014 inauguramos com uma celebração a Capela Santa Rita. No terceiro domingo de junho de 2014 acolheu em São José do Povo o vigésimo Congresso do Apostolado da Oração. Em 03 de novembro de 2014 foi enviado um projeto a ADEVENIT pedindo uma ajuda para executar a instalação elétrica e de contra incêndio no recinto todo da festa e da Igreja.

No ano de 2015 no segundo sábado de fevereiro de 2015 realizou-se s Assembleia Paroquial. Em 18 de março de 2015 recebemos a resposta positiva de ajuda para executar o projeto de iluminação e instalação de materiais preventivos contra incêndio.

No dia primeiro de maio de 2015 a paróquia recebeu a imagem peregrina de Nossa Senhora aparecida em nossa paróquia, pelo projeto ROTA 300, na comunidade Santos Reis, de onde saiu a carreata até o salão, onde se celebrou a santa missa. No dia 21 de maio de 2015 foi entregue a imagem peregrina a paroquia S. Pedro de Pedra Preta. Em 06 de dezembro realizamos a celebração do Crisma.

 No ano de 2016 no segundo sábado de fevereiro de 2016 a paróquia realizou Assembleia Paroquial. Em março foi eleita a coordenação paroquial de catequese. Iniciamos em março formação sobre o RICA e também Documentos da Igreja.

Iniciou em abril a construção dos salões baixos com material metálico que vieram a substituir as barracas de palhas utilizadas na festa, o qual contou com um empréstimo da diocese. Em agosto reformou-se as salas onde funcionava a OBRA Kolping e a Radio Comunitária, os quais, virou salas de catequese e formação. Em outubro a catequese deixou de funcionar dentro do Templo da Igreja e passou para as salas reformadas. Em 23 de dezembro celebrei 10 anos de ordenação presbiteral junto com a comunidade no salão paroquial.

A diocese vendo as necessidades pastorais no dia 06 de dezembro transferiu Pe. Nazaré como pároco na paróquia Nossa Senhora Auxiliadora em Alto Araguaia e no mesmo dia nomeou o diácono Arthur Moreira Brito como vigário administrador da Paróquia São José do Povo. Assumiu esta missão no dia 03 de fevereiro de 2017.

No dia 04 de Setembro de 2017, padre Arthur Brito assume como pároco.

No dia 4 de Setembro de 2018, após uma avaliação da antiga igreja e constatando grave problemas de fundamentos, à comunidade decidiu demolir o templo, e no mesmo local no dia 4 de Setembro de 2018 foi lançada a pedra fundamental do novo templo, com à ajuda partilhada entre as famílias da paróquia, tanto da comunidade São José, como dos diversos assentamentos.

Atualizado no dia 13 de Julho de 2021