Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus

CNPJ: 03.843.307/0017-00
Criada por Dom Osório Stoffel no dia 06 de dezembro de 1993
 

Rua: Rio Grade do Sul N° 2746
Bairro: Novo Horizonte CEP – 78.705-970 – Rondonópolis – MT



DADOS DO PÁROCO

Pe. Eriovaldo Couto Queirós

Data de Nascimento: 25/08/1962

Naturalidade: Guiratinga – MT

Data de Posse: 02/09/2018

CONTATO

Secretária: Silvia Castro Brasiliano 

Telefone: (66) 3421-1506 / (66) 99608-7917

E-mail da Paróquia: paroquiastateresinha_roo@hotmail.com

QUANTIDADE DE COMUNIDADES

HORÁRIOS DE CELEBRAÇÕES


Segundas, terças, quintas e sextas: missa às 18h00min
Na 1ª sexta-feira do mês, missa às 19h00min
Todo dia 24 de cada mês, missa da saúde e Novena Perpétua à N. Sra. Auxiliadora, às 19h00min.
Nos domingos missa às 08:00 horas e às 18h00min 

HISTÓRICO

Criada pelo Bispo Dom Osório W. Stoffel no dia seis de dezembro do ano de 1993, desmembrada das Paróquias Santa Cruz e Sagrado Coração de Jesus, sendo que o Orago da Paróquia será Santa Terezinha do Menino Jesus. O território desta Paróquia inclui os bairros: Vila Birigui, Planville, Novo Horizonte, Parati, Parque Universitário, Pedra Noventa, Vilas Olinda 1 e 2, Núcleo Industrial Paineiras e as Comunidades Gleba Rio Vermelho 1 e 2, Cabeceira do Almoço, Várzea D’ Ouro e Boa Vista. Além destes bairros também a partir do trevo da Av. Presidente Médici e Rua Fernando Correa da Costa, abrangendo o lado direito da Av. Presidente Médici e seu prolongamento além da BR 364 e o lado esquerdo da Rua Fernando Correa da Costa até sua inserção na BR 364, prolongando-se ao longo até o Córrego Tugore nos limites do Município de Juscimeira incorporando as atuais Comunidades rurais da Gleba Rio vermelho 1 e 2 , Cabeceira do Almoço, Várzea D’Ouro e Boa Vista, e todas as que surgirem daqui para o futuro.

A Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus foi confiada por Dom Osório W. Stoffel aos SDB-Salesianos de Dom Bosco, da Província de Campo Grande – MS, ou Inspetoria de Campo Grande, ou ainda Missão Salesiana de Mato Grosso. Os SDB a pedido de Dom Osório aceitaram este pedido.

A Paróquia compreende três realidades bem distintas: A primeira é de quatro bairros tipo “COHAB”, onde moram muitos caminhoneiros, profissionais assalariados de classe média e uma vila militar. Há sede de grandes fazendas. São umas 10.000 pessoas. A rodovia BR 364 é a linha divisória “natural” entre as duas realidades da Paróquia e cidade.

A segunda realidade é composta de sete comunidades de periferia, das quais umas quatro estão sendo organizadas e são habitadas por pessoas muito carentes. Há muita miséria! São mais ou menos umas 15.000 pessoas, das quais umas 65% crianças e jovens, enfrentam a violência e exploração. Muitos pais convivem com a triste realidade do desemprego. A terceira realidade é a rural, onde temos seis Comunidades, a mais distante encontra-se a 36 km da sede da Paróquia. Grandes fazendas de criação de gado marcam a área rural.

 

A SEDE DA PARÓQUIA

Situada no Bairro Belo Horizonte, dispõe de uma bela Igreja, construída sob a orientação do seu primeiro Pároco, Pe. Bruno Pedron, Bispo de Jardim – MS, depois bispo em Ji-Paraná – RO e atualmente bispo emérito em tratamento de saúde em Campo Grande/MS. A sua infraestrutura é precária. Um projeto geral prevê a construção das mesmas a médio e longo prazo, pois o recurso para tanto provém quase exclusivamente de festas e doações dos próprios paroquianos. As forças vivas da Paróquia, isto é, de fiéis comprometidos com a causa, são constituídas pelos Cursilhistas, Pastoral Familiar, Renovação Carismática Católica. O grupo de catequistas que se dedica à catequese Sistemática na preparação a primeira Eucaristia, a Perseverança e a Crisma, são constituídos de voluntários minimamente preparados para a tarefa principal da Evangelização das novas gerações de Cristãos Católicos comprometidos com a Comunidade a que pertencem. Mesmo com resultados satisfatórios nota-se a falta de autênticas lideranças no setor. A falta de melhor infraestrutura física dificulta ainda mais o trabalho da catequese. O grupo de crianças que formam o Coral deu uma tônica especial a animação da catequese da primeira Eucaristia no ano passado (2002). Constata-se uma razoável perseverança na catequese, apesar das frequentes faltas não justificadas, e de alguns pais pouco comprometidos com a formação religiosa dos filhos.

Os responsáveis pela Paróquia são: Pároco, Vigário Paroquial, Secretária, e o Conselho Administrativo (Seis membros). O Conselho de Pastoral Paroquial compõe-se de: Pastoral do Dizimo, Dinamização das CEBs, Ministros da Eucaristia, Ministros da Visitação e da Esperança, Pastoral da Liturgia, Pastoral da Criança, Pastoral do Esporte, Pastoral Cultural, Pastoral da Melhor Idade, Pastoral da Mulher, Grupo da Mãe Peregrina, Grupo de Oração, Movimento de Cursilho, Renovação Carismática, Pastoral Familiar.

Há um grupo de oração que se encontra diariamente na igreja, ao menos por uma hora, e na primeira sexta-feira do mês por mais de duas horas para a adoração do Santíssimo exposto, enquanto o Padre leva a Eucaristia para os doentes e idosos nas casas.

 AVALIAÇÃO GERAL DA VIDA DA COMUNIDADE PAROQUIAL NA MATRIZ

A participação nas celebrações litúrgicas é satisfatória quanto ao desenvolvimento, mas numericamente é reduzida- não chega a 10%- em relação à população católica. Há uma grande disponibilidade por ocasião de festas do grupo comprometido. Já é mais difícil encontrar pessoas novas que assumam uma tarefa e a levem para frente com perseverança. O fator tempo é para muitos o grande problema. Grande parte da população é marcada pela indiferença de prática religiosa. Há muitas pessoas que participam das celebrações na igreja, mas são impedidas a participar plenamente da Eucaristia e Reconciliação devido à vida matrimonial irregular. Há uma certa rotatividade da população, movida pela procura de melhores oportunidades de ordem econômico-financeira para a família.

A Comunidade da Boa Vista distante da Paróquia 36 km nos anos de 1950 a 1965 foi atendida por D. Vunibaldo Tauller e o Frei Ocário. Com frequência o Bispo Dom Vunibaldo passava por esta comunidade, hospedando-se nas casas de Isaias, Filisbino, João e Jerônimo Rodrigues. A última missa Dom Vunibaldo celebrou no dia cinco de julho do ano de l965. Em 1970 com a vinda de Dom Osório W. Stoffel para Rondonópolis, vieram também o Pe. João Henning e Pe. Mário Henning de Juscimeira. Reuniam os fiéis no Grupo Escolar Municipal, nos domingos a tarde e durante a semana a noite, duas vezes por mês. Estes padres tiveram a ajuda de uma irmã, conseguiram as primeiras catequistas, que foram as professoras Ilva e Lourdes de Água Fria. Com o dinheiro de uma festa foi construída a primeira Capela nesta comunidade de Boa Vista. Em 1976 pediram a Dom Osório que mandasse Padres de Rondonópolis, pois esta comunidade pertencia à Paróquia da Santa Cruz, vieram os padres Dionísio e Veserllau. Em 1980 veio o Padre Líbio Faustino, uma vez por mês. Formamos as pastorais, houve casamentos comunitários, primeira Eucaristia, grupo de jovens e formação das catequistas Julia e Rosali. Com a desistência do Pe. Líbio da vida religiosa Dom Osório e o Pe. Miguel começaram a dar assistência para esta comunidade, e no ano de 1993 com a criação da Paróquia de Santa Terezinha do Menino Jesus, esta comunidade passou a pertencer a esta Paróquia. Neste ano de 1993 o Padre Bruno Pedron veio para esta Paróquia e no ano de 1994 veio o Pe. Filipe Zenter e o Pe. José Carlos de Lima, em 1996 chegava os Padres Fortunato Fávaro e o Pe. Osmar Orotides de Resende, nomeado por Dom Osório como Pároco desta Paróquia, este Padre gostava muito de fazer visitas nas comunidades, depois em 1997 veio o Pe. João Dessi que ficou pouco tempo. Em janeiro de 1998 vieram os Padres Bruno Pedron e Danilo Rinaldi, nomeados por Dom Osório Bispo de Rondonópolis, como vigário paroquial da Paróquia Santa Terezinha. Em 1999 veio o Pe. Geraldo Grendene, SDB, nomeado por Dom Juventino Kesteringcomo Pároco desta Paróquia, em 2002 chega o Pe. Josef Winkler, sendo substituído em 2006 pelo Pe. Sandro Giancola.

A Comunidade do Parque Universitário desde os anos de 1980 foi atendida pelos Padres da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, que levantaram a primeira capela. Com a chegada dos SDB em 1993, iniciou-se um pequeno Oratório Festivo (Pe. Ricardo Carlos). A partir de 1998 o Pe. Danilo deu um grande impulso ao atual Oratório Filhos de Dom Bosco, frente à Capela com salão fechado (17x 35 m) área coberta (17×17), quadra poli esportiva coberta, quadra de areia coberta, salas de catequese (7) com banheiros, área de brinquedos. Cerca de 500 a 800 crianças e jovens frequentam o Oratório nos finais de semana, tem também a atividade Oratório Dominical, aberto durante a semana para as Escolas da redondeza e demais jovens.

COMUNIDADES DA PARÓQUIA ATÉ O PRIMEIRO DESMEMBRAMENTO

  •  Gleba Santo Antônio– 15 km
    Padroeiro – Santo Antônio.
  • Cabeceira do Almoço– 11 km
    Padroeiro – Santa Rita
  •  Nossa Senhora Aparecida– 1,5 km
    Padroeira – Nossa Senhora Aparecida 
  • Gleba Rio Vermelho– 7 km
    Padroeira – Nossa Senhora de Guadalupe.
  •  Gleba São Paulo Apóstolo– 12 km
    Padroeiro – São Paulo Apóstolo
  •  Boa Vista– 36 km
    Padroeiro – Nossa Senhora Aparecida. 
  •  Vila Rica– 3 km
    Padroeiro – São Domingos Sávio. 
  • Orlinda I– 2,5 km
    Padroeira – Nossa Senhora Auxiliadora. 
  •  Orlinda II– 3 km.
    Padroeira – Bom Jesus da Lapa. 
  •  Tancredo Neves– 1,5 km.
    Padroeiro – Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. 
  •  Várzea do Ouro– 23 km
    Padroeiro – São Sebastião. 
  •  Pedra 90– 3 km.
    Padroeiro- 3 km. 
  •  Parque Universitário– 2,5 km
    Padroeiro – São João Batista.

SALESIANOS QUE PASSARAM PELA PARÓQUIA SANTA TEREZINHA DO MENINO JESUS (1993 até 2014) e ORATÓRIOS FILHOS DE DOM BOSCO.

  • 1993 a 1996 – Padre Bruno Pedron, sdb
    1994 a 1996 – Padre Philipp Zentner, sdb
    1994 – Padre José Carlos de Lima, sdb
    1996 – Padre Fortunato F ávaro, sdb
  • 1996 a 1998 – Padre Osmar Orotides de Resende, sdb
    1997 – Padre João Dessi, sdb
  • 1998 – Padre Bruno Pedron, sdb (nomeado bispo em 24 de março de 1999)
     1998 a atualidade – Padre Danilo Rinaldi, sdb*
  • 1999 a 2002 – Padre Geraldo Grendene, sdb
  • 2002 a 2005 – Padre Josef Winkler, sdb
  • 2006 a 2013 – Padre Sandro Giancola, sdb
  • 2012 – Padre Delmiro Vieira do Nascimento Júnior, sdb
    2014 – Padre Otiles Dirceu da Paixão, sdb

PRIMEIRO DESMEMBRAMENTO 

No dia 16 de Fevereiro de 2014 com a criação da Paróquia São João Batista os Padres Salesianos deixam a Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus, Bairro Novo Horizonte Cidade de Rondonópolis- MT. E assumem a nova Paróquia São João Batista as Margens da Esquerda da Br 364, concede no Universitário. Na paróquia Santa Teresinha no dia 23 de Fevereiro de 2014 assume como paróco padre Volnei Luiz Weber. Desmenbramento paróquia São João Bosco.Segundo Desmenbramento

No dia 21 de Outubro de 2018 com a criação da paróquia São João Bosco com sede Vila Rica, e diversas comunidades do Bairro foi criada a paróquia São João Bosco.

Na paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus Padre Volnei no dia 1 de Setembro de 2018 foi transferido para Pároco da Paróquia São José Operário e Padre Eriovaldo Couto Queiroz, assume como Pároco na Paróquia Santa Terezinha no dia 02 de Setembro de 2018.

PARÓQUIA SANTA TEREZINHA-RONDONÓPOLIS-2017

No decorrer do ano de 2017 a Paróquia Santa Terezinha, Bairro Novo Horizonte-Rondonópolis terminou a construção da igreja no residencial Pe. Lothar. Constatou-se em toda paróquia o fortalecimento da catequese Também receberam a Instituição, dois novos ministros para atendimento na comunidade de Vila Rica bem como o fortalecimento dos grupos familiar com criação de novos grupos de orações nas casas com a capelinha. Já faz parte as 5 capelinhas que percorrem as famílias dos bairros como residencial Mathias Neves e João Moraes com celebrações mensais nas casas da família. Realizou-se também o 1º casamento comunitário com 8 casais na comunidade Nossa Senhora da Guia no residencial Pe. Lothar no dia 25 novembro de 2017, bem como o encontro de casais na comunidade nossa senhora da guia no dia 26 e27 de agosto. A festa da Padroeira ocorreu dia 24 outubro/2017 com a realização do Show de Prêmios 11 de dezembro 2017.

 PARÓQUIA SANTA TEREZINHA-RONDONÓPOLIS- ANO  2018

 Iniciamos nossas atividades com a nossa assembleia paroquial dia 25 de fevereiro onde nosso maior desafio era o de assumir a evangelização no Paiaguás que é uma grande comunidade que estava se formando. A romaria foi dia 18 de março. Acolhemos Itiquira onde oferecemos um lanche. A paróquia São João Batista passou por aqui e caminhamos todos juntos até a praça da saudade. foi muito bom acolher e poder caminhar juntos com nossos irmãos de outras paróquias. No dia 26 de março foi realizada no salão de eventos da paróquia santa Terezinha a missa da comunhão diocesana dos santos óleos. Reuniram padres das 21 paróquias da diocese de Rondonópolis Guiratinga. Foram abençoados os óleos do crisma, enfermos e catecúmenos. Grande participação dos leigos.

Semana santa com celebrações bem preparados com momentos fortes e bem participada. Dia 31 de maio a nossa procissão e celebração de corpus Christi. Consideramos o evento de maior unidade da nossa paróquia. Quase 300 pessoas das pastorais, movimentos e comunidades se reuniram às 4:00hrs da manhã para confeccionar os tapetes nas ruas. Cada ano mais bonito. Já é uma tradição na nossa paróquia. e tem um café partilhado para todos. Fizemos as santas Missões populares no bairro Paiaguás durante 3 meses. Foram 3 visitas e lá colocamos um grande cruzeiro no terreno da igreja onde será construído a capela. Fizemos a primeira celebração presidida pelo Pe. Volnei no dia 26 de julho. No dia 12 de agosto foi o sorteio do nosso show de prêmios que graça ao empenho dos paroquianos foi vendido mais de 5 mil cartelas. Entre 4 de setembro à 9 de outubro o grupo de oração da RCC realizou as 7 semanas de oração pelas famílias.  Belas pregações com Dom Juventino e vários padres com boa participação. Dia 02 de setembro de 2018 assumiu o atual pároco padre Eriovaldo Couto Queirós, numa celebração presidida por nosso bispo Dom Juventino Kestering. Tríduo da padroeira – nossa ultima visita às comunidades antes do desmembramento. Sensação de despedida. Dia 26/09 comunidade São Domingos Sávio; 27/09 Paiaguas e Mathias neves; 28/09, comunidade nossa senhora de Fátima no bairro Pe Lothar e 29/09, comunidade nossa senhora aparecida na vila birigui. dia 01 de outubro celebração da nossa padroeira santa Terezinha na matriz com uma pequena procissão e presidida pelo Dom Juventino Kestering.

Dia 14 de outubro foi a 26ª festa da nossa padroeira. Muito bem preparada e acolhedora. Mas por ter sido perto de feriado sentimos a ausência de muitas pessoas. Dia 21 de outubro nossa ex-comunidade São Domingos Sávio da Vila Rica torna-se paróquia são João Bosco com uma linda celebração e participação de vários padres. Nós como paróquia mãe levamos a imagem de são João Bosco doada pelos salesianos. Ficamos com a sensação de nos tornarmos uma pequena paróquia sem essas comunidades. ficamos apenas com a comunidade nossa senhora aparecida da vila birigui. A obra Kolping que ainda tem que formar uma comunidade e a matriz santa Terezinha. E a promessa do bispo de nos ceder uma comunidade da paróquia Sagrado Coração de Jesus, pequena mas com muitos desafios a serem realizado, grande campo para evangelização.

Dia 08 de dezembro de 2018 nossa paróquia fez 25 anos de sua existência jurídica. mas celebramos dia 07 de dezembro. foi convidado todos os párocos que passaram desde sua fundação pelo Pe. Bruno Pedron. Nossa paróquia foi fundada pelos padres salesianos e permaneceu, por 20 anos. Devido a problemas de saúde quase nenhum desses párocos pode vir. mas estava presente padre Kian representando a família salesianos. nosso ex-pároco padre Volnei Luiz Weber; nosso atual padre Eriovaldo Couto Queirós; padre Jonathan nos prestigiando e foi presidida por Dom Juventino Kestering, que fez uma linda celebração. Convidamos os leigos que iniciaram a paróquia as primeiras catequistas. Dom Juventino convidou as pessoas que participaram da 1ª missa e foram muitos que se apresentaram. Nossa paróquia permanece fiel. Após a missa tivemos uma confraternização no salão o lado com salgadinho, bolo e refrigerantes.

Dia 02 e 03 de dezembro celebramos as 1ª eucaristias, no dia 18 de dezembro tivemos o crisma de 90 crismandos com a graça de deus, na matriz. Varias formações de liturgia já foram dadas pelo padre Eriovaldo que acompanhou e ajudou a preparar as celebrações e solenidades de fim de ano. Bem preparadas e também bem participativas.  Encerramos o ano com a certeza de que 2018 foi um ano bastante produtivo e apesar das mudanças de pároco, não houve tanto impacto na continuidade das atividades pastorais e celebrativas, estiveram presentes 03 leigos e o pároco na 5ª assembleia diocesana e iniciamos o ano preparando-nos para a assembleia paroquial que acontecerá no dia 17 de fevereiro de 2019.

Atualizado no dia 12 de Julho de 2021