Matriz Franciscana Sagrado Coração de Jesus

Criada no dia: 16/07/1959- Decreto nº 02, pelo Bispo Dom Vunibaldo Godehardo Tauller.

CNPJ: 03.843.307/0006-57

Rua Arnaldo Estevão, 414 – Centro – CEP: 78.700-150

Caixa Postal, 122 – CEP: 78.700-970 – Rondonópolis-MT

Padroeiro: Sagrado Coração de Jesus
Dia da festa do padroeiro: Solenidade do Sagrado Coração de Jesus. 6 ª feira depois da Festa do Corpo de Cristo.

DADOS DO PÁROCO

 Frei Roberto Miguel do Nascimento

Data de Nascimento: 26/06/1966

Naturalidade: Douradina – MS

Data de Ordenação: 11/12/1993

Data de Posse: 14/02/2021

 

VIGÁRIO PAROQUIAL

Frei Neuzimar Campos E Silva

Data de Nascimento: 20/06/1966

Naturalidade: Cuiabá – MT

Data de Ordenação: 19/11/2016

 

VIGÁRIO PAROQUIAL

Frei Damião dos Santos

Data de Nascimento: 19/05/1957

Naturalidade: Itaipava – RJ

Data de Ordenação: 07/12/1991

 

AGENTE DE PASTORAL

 Frei Vademilson Santos da Silva

Data de Nascimento:

Naturalidade: 

 

AGENTE DE PASTORAL

Frei Maike Geronimo de Lima 

Data de Nascimento: 04/07/1992

Naturalidade: Itaporã – MS

 

CONTATOS

Secretaria: Anair Moreira dos Santos

Financeiro: Geissiele Leal Ajala de Assis

Telefone fixo: (66) 3421-3501

Celular da paróquia: (66) 9984-5803

E-mail: psagrado@terra.com.br

 Facebook/paroquiasagrado

HORÁRIOS DE MISSAS NA MATRIZ

Segundas e Sábados missa às 07h00min e às 19h00min

Domingos às 07h00min e às 18h00min

QUANTIDADE DE COMUNIDADES (16)

Localidade Comunidade/ Padroeiro (a)
01-Centro-Matriz Sagrado Coração de Jesus
02-Av. Presidente Médici- Kolping Beato Kolping
03- Boa Esperança São Cristóvão
04-Jardim Ipanema Santa Luzia
05 – Residencial Bela Vist Santo Antônio
06- São Francisco São Francisco
07- Verde Teto São João Batista
08- Vila Amizade Nossa Senhora Aparecida
09- Vila Canãa Nossa Senhora de Fátima
10- Vila Goulart Nossa Senhora da Rosa Mística
11- Vila Rosely Nossa Senhora das Graças
12- Vila Mamede São Pedro
13- Gleba – zona rural Bom Jesus da Lapinha
14- Gleba ( zona rural) São João
15 – Assentamento Carimã (zona rural) Nossa Senhora Aparecida
16- Fazenda Verde- (zona rural) Maria Mãe Peregrina

HISTÓRICO 

A Paróquia Sagrado Coração de Jesus foi criada através do Decreto  nº 02, no dia 16 de julho de 1959, pelo Bispo D. Vunibaldo Talleur, atendendo as necessidades espirituais das almas e considerando o crescente número de habitantes na cidade e no município de Rondonópolis. O primeiro pároco nomeado foi o franciscano frei Antonino Schwenger, que tomou posse no dia 19 de julho do mesmo ano.

A presença dos Padres Franciscanos – OFM (Ordem dos Frades Menores) em Rondonópolis é percebida a partir de 1942 quando Dom Vunibaldo Godehardo Tauller pela primeira vez visitou a região e celebrou uma missa na casa do Sr. João Lucas Evangelista. Nesse tempo viviam em Rondonópolis, poucos moradores, os empregados da linha telegráfica e o Sr. Moyses Cury. Só em 1945 começaram as viagens de desobriga feitas por Dom Vunibaldo e Frei Eucário, que percorriam a cavalo toda a região do São Lourenço a partir de Chapada dos Guimarães.

Em 1947 ocorreu uma onda migratória para o povoado de Rondonópolis, devido à venda e doação de lotes de terras, fruto da política de colonização adotada pelo Governo de Mato Grosso. Em 1949 D. Vunibaldo conseguiu a vinda das freiras franciscanas Irmãs Maria Bona e Maria Romani e a criação de uma escola e de  uma estação missionária, com a ajuda da Madre geral Luiza Montini, das Irmãs Catequistas Franciscanas.  A presença das Irmãs na escola, inicialmente as únicas professoras e na Igreja, como catequistas, coordenadoras de Catequese, de outras pastorais, na animação da liturgia e nas comunidades, desde os primeiros anos, contribuiu decisivamente para o crescimento da cidade e  da Paróquia.

Em 1950 Dom Vunibaldo iniciou a construção de uma igreja de tijolos, destinada ao culto ao Sagrado Coração de Jesus. Durante a construção, o Prelado morava num rancho feito de folhas de palmeiras. Em sagrado2fevereiro de 1951, a Igreja foi solenemente benta e o culto passou a ser celebrado uma vez por mês,  pelo  Frei Canuto Amann vindo de Fátima ou pelo próprio Prelado. No fim deste mesmo ano Frei Frederico Mies de Chapada, assumiu de vez a assistência a Rondonópolis, com zelo e visitas contínuas aos colonos e às famílias das regiões adjacentes e à zona rural de Itiquira e Anhumas. Nessa mesma época, o Frei Canuto dedicou seus trabalhos  em Rondonópolis, onde contava com a ajuda das Irmãs Franciscanas que abrilhantavam os cultos com uma média de duzentos alunos do colégio.

Dom Vunibaldo comprou uma casa para moradia dos padres, que antes moravam na sacristia, e em janeiro de 1953, chegou o primeiro padre residente em Rondonópolis, Frei Servácio Schulte. Daí em diante passou a ser realizada assistência mensal às colônias, mais precisamente no Campo Limpo e Mata Grande, com rezas do terço e instalação de cruzeiro em cada colônia. De agosto de l954 a abril de 1955, Frei Servácio viajou para a Alemanha e o Frei Nidgar o substituiu, auxiliado pelo  Frei Saturnino Benzing. Nesse período, devido à emancipação de Rondonópolis (1953) houve um rápido crescimento econômico e populacional e um aumento significativo no número de fiéis católicos. Frei Nidgar enfrentou problemas de saúde e o Frei Antonino Schwenger assumiu os trabalhos da paróquia enquanto este se ausentou para tratamento.

Com o crescimento de Rondonópolis e o surgimento de novos povoados na região Sul de Mato Grosso, a Prelazia passou por ajustes na questão dos seus limites. Nesse processo, houve a criação de novas paróquias, dentre elas, a Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em 16 de julho de 1959. Frei Antonino foi nomeado como primeiro pároco da Igreja Matriz e também das paróquias anexas de Itiquira e Jaciara, juntamente com freis Patrício, Saturnino e Raimundo Schurmann que o auxiliariam nessa missão.

Seu primeiro trabalho foi a fundação da Ação Social Franciscana e a construção de uma residência paroquial. De 1959 a 1963 existiam na paróquia os grupos: Apostolado da Oração, Pia União das Filhas de Maria, Congregação Mariana, Cruzada Eucarística, e Legião de Maria.

Em 11 de agosto de 1963 tomou posse o  Frei Reinaldo Schafer como segundo pároco e ficou no cargo sagrado3até 1970.

Ao assumir a Paróquia, Frei Reinaldo contou com a colaboração de outros padres, pois institucionalmente havia apenas a Igreja Matriz na cidade e região. Deste modo, os freis se organizaram em diferentes tarefas: Frei Antonino ficou responsável pela supervisão da construção da igreja, Frei Quintino Schafer passou a acompanhar a construção do Colégio em Itiquira; Frei Jorge Elsing e Frei Servácio assumiram a assistência à região de Pedra Preta; Frei Adalberto Kornfeld dedicou-se aos trabalhos pastorais; Frei Otaviano Hirt  assumiu o cargo de superior da Comunidade Franciscana; Frei Patrício Salmon se responsabilizou pela Coordenação da Pastoral da Prelazia e Frei Alfredo Benz atuou como vigário cooperador (KNOB:1988,385). Nesse período foi inaugurada a nova igreja e foi ordenado o primeiro padre na região de Rondonópolis, o Pe. Miguel Angel Rodas Ortiz.

O terceiro Pároco foi o Frei Alfredo Benz de 12 de maio de 1970 a 12 de outubro de 1974, e como vigários e colaboradores o Frei Érico Renz e Otaviano Hirt.  O período em que o Frei Alfredo esteve sagrado1como pároco foi de muitas atividades e inovações, dadas as novas necessidades da cidade de Rondonópolis que apresentava um crescimento econômico vertiginoso e se despontou como “Princesa do Leste”, recebendo elevado índice de migrantes. Nessa mesma época, a Prelazia se preocupava com a implantação das propostas do Concílio Vaticano II, especialmente no que se referia à criação das CEBs- Comunidades Eclesiais de Base. Frei Alfredo contou com a colaboração dos vigários cooperadores Frei Érico Renz e Frei Otaviano Hirt que muito auxiliaram no atendimento às capelas e às novas comunidades: Vila Paulista, Três Pontes, Vila São Francisco, Vila Salmen, Vila Campo Limpo, Vila Canaã, Vila Aurora, Cabeceira do Almoço, Vila Cascalhinho, COHAB, Cangussu, Loteamento Alves, Água Limpa e a Cadeia Pública.

De 1974 a 1982 a paróquia Sagrado Coração de Jesus contou com a  presença do pároco Frei Érico Renz e com várias construções: a casa Regional dos Franciscanos, a Livraria Santo Antonio a serviço da evangelização na cidade, a Casa Alverna,  a Capela São Francisco, a Capela São Benedito, a Capela Rosa Mystica e a  Capela Nossa Senhora Aparecida. Foi um tempo forte em Assembléias da Paróquia e Comunidades, implantação da Terceira Ordem de São Francisco, dentro de uma ampla visão de pastoral. Houve também um interesse pelo setor social: foram criadas as creches na Vila Mamede e na Vila dos Correios e foi organizado um centro para a pastoral dos hansenianos, tendo na paróquia um pequeno prédio para que o Sr. Manfred Gobel pudesse abrigar os medicamentos.

Uma das atividades que se destacou nesse período foi a criação do grupo de jovens JUFRA- Juventude Franciscana com o objetivo de  envolver e animar os jovens;  grupo  esse que marcou a instituição da Ordem Secular Franciscana na Paróquia. Foi organizado também o grupo MINIJUFRA voltado para adolescentes, com a proposta de motivá-los a participar na organização de uma igreja viva. Os jovens jufristas participavam de cursos de treinamento, retiros e momentos de confraternização,   pautados no espírito franciscano e no engajamento nas atividades da Paróquia

Nos anos1980 a Igreja Matriz Sagrado Coração  de Jesus recebeu novos freis e teve seus trabalhos reorganizados. Várias capelas e comunidades foram criadas, foi inaugurado o prédio para dormitórios, onde eram realizados cursos de TLC- Treinamento de Lideranças Cristãs, retiros e outros. A catequese foi implementada e  as equipes de liturgia foram organizadas na Paróquia

No período de  1982 a 1988 a paróquia teve como pároco o Frei José Cornélio e como vigários os freis Otaviano e Domingos.Neste ano foram realizados 92 casamentos, 214 celebrações de  primeira comunhão, 696 batizados e foi conferido o sacramento do crisma para 66 jovens. Em 1982 foi criado o seminário São Francisco, por onde já passaram muitos seminaristas” (Livro TOMBO nº 01).

Com a organização das comunidades foram construídos vários centros comunitários e capelas.

Frei Domingos acompanhou a construção da nova secretaria da Paróquia e conseguiu auxiliar na conclusão da obra da Capela na Vila Goulart, tendo como padroeira “Rosa Mística”. As comunidades Canaã, Mamede, Vila São Francisco, Parque Universitário, Vila do Correio, Parque Ipanema e Lourdes continuavam sendo atendidas pelos freis franciscanos, além das comunidades rurais do Cangussu e São Sebastião. Em junho de 1983 foi realizado o primeiro encontro paroquial de liturgia e canto pastoral com a finalidade de criar a equipe paroquial de liturgia e em novembro foi organizado o Congresso do Apostolado da Oração.

Foram estabelecidas como prioridades: a formação dos Agentes e  organização de centros de comunhão e participação; foi organizado  o conselho de pastoral, composto pelas lideranças leigas e religiosas das Comunidades; foi criado o secretariado paroquial da juventude, tendo um sacerdote como diretor espiritual dos grupos, procurando uma dinâmica para caminhar melhor; foram realizados encontros para  formação de catequistas nas comunidades urbanas e rurais; foram realizadas reformas nas capelas como forma de revitalizá-las e celebrações de missas nas vilas e barracos;  foram formadas equipes de liturgia, de batismo, de ministros da Comunhão, da Palavra e de Enfermos.

Em 19 de fevereiro de 1988 assumiu como pároco o Frei Arno Heck, juntamente com os vigários Frei Hugolino, Pedro Becker e Frei José Schubel. Na oportunidade,  o Frei Pedro Knob assumiu a direção do Seminário São Francisco devido à transferência do Frei Donato para  a paróquia São Francisco de Campo Grande. No lugar do Frei Arno, como orientador dos Postulantes, assumiu o Frei João Pflauger que trabalhava no Seminário Santo Antônio, do Rio Brilhante.

Uma atividade nova foi a criação da Casa do Pequeno Trabalhador de Rua, motivada pela Campanha da Fraternidade sobre menores, na Capela São Benedito da Vila Rondon. Durante o ano foram realizados vários encontros de conscientização sobre o dízimo,  sobre medicina natural e curso de liturgia e de catequese. Ainda neste ano foi comemorado em toda a Diocese os quarenta anos de sacerdócio de Dom Osório Stoffel e os freis franciscanos participaram do 1º Capítulo Provincial como Vice-Província.

Em junho aconteceu o primeiro encontro do “Anuncia-me”, com a participação de cerca de quatro mil pessoas tanto de Rondonópolis quanto de outras cidades vizinhas e a presença do Padre Firmo, de Cuiabá. Também foi inaugurada a Capela de São João Batista, no Parque Universitário, construída com a ajuda de católicos alemães através do Adveniat  e  concluído o centro comunitário, este com recursos dos próprios leigos daquela comunidade.

O Frei Vunibaldo Vogel  assumiu a paróquia Sagrado Coração de Jesus no dia 04 de fevereiro de 1990 juntamente com o vigário paroquial o frei Erivan Messias da Silva. Além das atividades normais, foi realizada a ordenação sacerdotal do Pe. Eriovaldo Couto Queirós, ex-participante do grupo Minijufra da Paróquia Sagrado

Após um período de dificuldades, a Pastoral da Juventude voltou a se articular por meio de um encontro no qual a assessoria diocesana motivou os jovens da Paróquia Sagrado a organizarem a Pastoral da Juventude (PJ) paroquial, juntamente com o Frei Erivan. Também foi realizado um encontro diocesano de Presbíteros Urbanos para tratar de atendimento a doentes e aos hospitais. A Paróquia Sagrado ficou responsável por visitas e atendimentos aos hospitais São Marcos e Maternidade Marechal Rondon.

O grupo da Ordem Franciscana Secular que vinha se encontrando desde 1986 organizou um retiro para implantação da Fraternidade Santa Clara em Rondonópolis, no dia 06 de maio de 1990. O encontro contou com a participação de Irmãs Catequistas Franciscanas, vários freis, leigos e leigas e teve como propósito  difundir o ideal franciscano em Rondonópolis. Continuaram a funcionar na sede da Paróquia os seguintes grupos e movimentos: Apostolado da Oração, Legião de Maria, Renovação Carismática Católica, Movimento Mariano com os cenáculos, Movimento Familiar Cristão e Movimento de Cursilhos da Cristandade. Ainda nesse período a Diocese de Rondonópolis conseguiu vários lotes para a construção de capelas e centros comunitários para novas comunidades.

Frei Erivan foi designado pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus em primeiro de março de 1992 tendo como vigário paroquial o frei Damião dos Santos. A Comunidade dos freis foi constituída por cinco pessoas: Frei Hugolino, Frei Otaviano, Frei Norberto, Frei Dario e Frei Erivan.  Uma inovação no ano de 1997 foi a participação da paróquia nas atividades propostas pela Diocese na Semana de  Oração pela unidade dos Cristãos,  de caráter ecumênico. Foi realizada uma celebração na Igreja Luterana e contou com a participação de freis e de muitos paroquianos.

Como em outros anos, por ocasião da festa de São Francisco, em 1998 foi realizada uma celebração eucarística com a presença de vários freis, de seminaristas, de irmãos e irmãs da Ordem Franciscana Secular, de benfeitores e “com a participação de devotos e admiradores do Seráfico”(CRÔNICAS:1995,53v). Em 1999 foi realizada uma reunião do Regional Franciscano em Rondonópolis com a participação de confrades do Regional.

Em substituição ao Frei Erivan, no período de 2000 a 2001, assumiram como pároco e vigário, respectivamente, os freis  Sebastião  e Nelson. Uma das prioridades do Frei Sebastião foi a Pastoral Familiar e a Paróquia passou a abrigar as reuniões com coordenadores desta pastoral em nível de cidade.

Com a posse de Frei Sebastião como Bispo de Guiratinga e a transferência do Frei Nelson para a Cidade de Pedra Preta, foi nomeado como pároco o Frei Anselmo auxiliado pelo vigário Frei Donato. Em agosto de 2002 a Paróquia Sagrado recebeu a visita pastoral do Bispo Dom Juventino Kestering com o objetivo de conhecer a paróquia, animar os fiéis e dar algumas orientações. Juntamente com o pároco, Dom Juventino conseguiu visitar as comunidades da Vila Rosaly, o setor Ipanema, Vila Amizade, São Francisco, Residencial Bela Vista, Assentamento Carimã, a Fazenda Verde e a Gleba Selva de Pedra.

Fez reuniões com o Conselho Pastoral da Paróquia;  marcou presença junto aos catequizandos; conversou com alguns membros do Conselho Econômico; visitou a Escola Sagrado Coração de Jesus e no domingo, dia 11 de agosto, dia dos pais, celebrou as três missas na Matriz.

Em 29 de dezembro de 2002 tomou posse como pároco o Frei Donato e em fevereiro do ano seguinte Frei Atamil foi nomeado vigário paroquial a pedido do Frei Erivan, ministro provincial da Vice Província das Sete Alegrias de Nossa Senhora.  Logo no início de fevereiro de 2003 a paróquia realizou, por solicitação do SAV- Serviço de Animação Vocacional, a abertura do Ano Vocacional, conforme orientações da CNBB- Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Um momento importante em junho de 2003 foi a inauguração do interior da Igreja Sagrado após uma ampla reforma iniciada ainda em 2002, com o frei Anselmo que, atendendo aos anseios da comunidade, propôs a reforma para climatizar o ambiente e melhorar o aspecto da igreja.

Devido ao alto índice de acidentes envolvendo motocicletas em Rondonópolis e a pedido dos motoqueiros da cidade, foi realizada uma missa especial na Igreja Matriz, no dia 20 de julho de 2003, com o objetivo de despertar as pessoas para maior responsabilidade no trânsito. Outro evento importante foi a caminhada vocacional organizada pelo Frei Roberto e a equipe do SAV- Serviço de Animação Vocacional. Em 2004 a paróquia Sagrado Coração de Jesus  marcou presença no “Grito dos excluídos”, coordenado pela Diocese de Rondonópolis, por ocasião do desfile de sete de setembro.

Aos doze dias do mês de fevereiro de 2006 tomou posse como pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus o Frei Roberto Miguel do Nascimento e os freis Nelson Bernardes Martins e Olivo Tondello foram nomeados como vigários paroquiais. Conforme o planejamento da Fraternidade, a partir de março de 2006 os freis passaram a morar no seminário São Francisco devido à necessidade de se construir um prédio com salas de aluguel no lugar da residência dos freis  para a manutenção da Custódia das Sete Alegrias.

Atividade que envolveu a comunidade como um todo  foi a proposta das Missões Populares em nível da Diocese, atividade esta assumida por muitos paroquianos da Igreja Matriz. Nos meses de junho e agosto foram realizados encontros de formação para os missionários, a partir de material preparado pelo Bispo Dom Juventino, nos quais houve a participação de  jovens, famílias, catequistas e membros do Conselhos Paroquiais.

Ainda em 2007 algumas caminhadas marcaram a vida da paróquia: a caminhada vocacional pela paz e pela vida, organizada pelo SAV- Serviço de Animação Vocacional e pelo Frei William e a III Caminhada das famílias em defesa da vida organizada pelo MFC, pelo MCC, pela Pastoral Familiar e por outros grupos da Diocese.

Frei Leodir Carraro, pároco da paróquia assim sintetizou as ativadas da Paroquia: No ano de 2017, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus-Rondonópolis foram estas atividades e fatos que mais marcaram a vida da paróquia:

– A semana pastoral realizou-se dos dias 23 a 28/01/2017, na comunidade São Francisco com os temas: Ano Mariano; Encíclica Sobre a Família; O cuidado pela Criação; Projeto de Pastoral e Diretrizes Diocesanas; A força do entusiasmo, a Missão.

– As Missões Populares tiveram continuação em 2017 em todo 3º domingo de cada mês nos bairros: Jardim Ipanema, Verde Teto e Centrão. Curso para missionários e envio na missa das 07:00 horas na Matriz todas as vezes que os missionários saem para as visitas.

– Na pastoral social aconteceram visitas e acompanhamento das famílias, distribuição em torno de 100 cestas, no 3º sábado do mês, às famílias necessitadas da paróquia, além de bazar da pechincha, todo 2º sábado do mês, cuja renda é revertida na compra das cestas básicas.

– Os ritos de Catequese de Iniciação à Vida Cristã aconteceram nas comunidades tanto na catequese de etapas quanto de adultos. Na Catequese com adultos percebeu-se o amadurecimento e aumento dos catequistas com adultos tanto na formação como na busca de catequizandos.

– A pastoral do Dízimo investiu na formação, conscientização e aumento da arrecadação nas comunidades.

– Os padroeiros das comunidades foram celebrados com tríduos em preparação, bem como a Semana Santa de 06 a 14 de abril de 2017, com celebrações por setores, nas comunidades e Via-Sacra.

– No dia das mães, dia 14 de maio e dos pais, 13 de agosto realizou-se um café da manhã partilhado pelos paroquianos, após a missa de ação de graças concelebrada com os Freis.

– O festival de sorvete, realiza-se a cada ano em prol das vocações, envolvendo toda a paróquia com uma boa arrecadação.

– Na Igreja Matriz celebra-se o dia do patrono da diocese de Rondonópolis-Guiratinga celebrado na Matriz no dia 23 de junho de 2017, com a presença do Bispo Dom Juventino e com participação das paróquias.

– Marco importante foi a profissão solene de Frei João Mário Barbosa Machado, na Ordem dos Frades Menores Franciscanos, dia 19 de agosto, na comunidade Nossa Senhora Rosa Mística, na Vila Goulart, com grande presença de paroquianos, confrades, parentes e amigos

– Já o Ano Mariano foi celebrado em toda a paróquia, com o encerramento no dia 26 de novembro de 217, e no mesmo dia foi realizada a abertura do Ano do Laicato na matriz e comunidades.

– A Paróquia se alegrou com o jubileu de 50 anos de vida Sacerdotal de Frei Nelson Bernardes Martins, no dia 16 de dezembro com missa solene 19:00horas na Matriz e jantar de confraternização, com presença de paroquianos, confrades, parentes e amigos.

– Encerrou-se o ano com a Ceia de natal na noite do dia 24 de dezembro, após a Santa Missa do Natal do Senhor, compartilhada e participação dos Freis e paroquianos.

A Custódia Franciscana das Sete Alegrias de Nossa Senhora, reunida em Capítulo Custodial nos dias 16 a 20 de outubro de 2017, no Convento São Francisco de Assis, em Campo Grande/MS, elegeu, na tarde do dia 19 de outubro de 2017, seu novo Governo Custodial para o triênio 2018 a 2020. COM A REALIZAÇÃO DO CAPÍTULO Frei Leodir Carraro e Frei Nelson Bernardes Martins foram transferidos, encerrando suas atividades nesta paróquia.

No dia 07 de Fevereiro de 2018, assume como pároco Frei. André Luiz Nascimento do Santos, permanecendo na missão até Julho de 2020. No dia 04 de Agosto de 2020, assume como Pároco Administrador o Frei. Neuzimar Santana Campos e Silva.

Ao lado das atividades da Paróquia, um trabalho que se destaca como parte desta, é realizado pela Escola Sagrado Coração de Jesus, coordenado pelas Irmãs Catequistas franciscanas, como destaca a Srª Rejane Weber, coordenadora da referida escola: “O trabalho educacional desenvolvido pela escola nestes 62 anos é reconhecido e valorizado pela sociedade rondonopolitana, haja visto a grande procura de vagas, bem como as indicações / referências feitas aos migrantes quando chegam à cidade, por reconhecimento do trabalho coletivo desenvolvido, o ensino por excelência, o acompanhamento feito cotidianamente ao pedagógico, ao administrativo e social. Queremos ressaltar que a valorização dos profissionais e da instituição está visível quanto ao reconhecimento da sociedade e que este é o terceiro ano consecutivo que a escola recebe prêmio do ACIR ( Associação Comercial e Industrial de Rondonópolis) de 1º lugar por ser a melhor instituição pública de educação fundamental no município de Rondonópolis, lembrando ainda que o no ano de 2010 foi a primeira colocada no IDEB, com média  acima das médias Nacional, Estadual e Municipal projetadas para 2021, no entanto temos como meta atender cada vez melhor nossa clientela e proporcionar formação integral do ser humano”.

Outro trabalho    marcante na vida da Paróquia Sagrado Coração de Jesus é desenvolvido no Seminário São Francisco, onde atualmente residem os freis franciscanos da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, juntamente com os vocacionados.

A paróquia conta com comunidades urbanas e rurais:   Centro – Matriz, Av. Presidente Médici- Kolping, Boa Esperança, Jardim Ipanema, Residencial Acácia, Residencial Bela Vista, São Francisco, Verde Teto, Vila Amizade, Vila Canaã, Vila Goulart, Vila Rosely, Vila Mamede, Vila Rondon, Gleba (zona rural), Fazenda Bom Futuro, Fazenda São Carlos , Assentamento Carimã  (zona rural), Fazenda Verde (zona rural), Fazenda São Francisco.

Com a transferência do Frei Valteir Aparecido de Souza durante o mês de setembro de 2018, em seu lugar assumiu Frei Nelson Bernardo Martins. Em 2019 Frei Atamil foi transferido em seu lugar veio Frei Neuzimar Santana Campos E Silva que assumiu como vigário paroquial no dia 19 de Junho de 2019. No inicio de 2020, Frei Nelson retornou temporariamente para a sede da custódia em Campo Grande – MS, para tratamento de saúde.

No dia 14 de Fevereiro 2021 com a presença de Dom Juventino Kestering e do Custódio Frei Rogério, Frei Miguel Roberto do Nascimento assume como pároco e tendo o Frei Neuzimar Santana Campos E Silva e Frei Damião dos Santos como vigários paroquial.

Atualizado no dia 27 de Maio de 2021